Acessibilidade
Contraste:
Tamanho do texto:
Acessível em libras: Conteúdo acessível em libras usando o VLibras Widget com opções dos Avatares Ícaro ou Hozana.

Abertura da Feira do Empreendedor 2021 debate a tendência dos negócios no pos-pandemia

23/10/2021

Evento realizado pelo Sebrae oferece aos empreendedores de todo país cinco dias de qualificação, reciclagem e oportunidades de negócios de modo 100% online e gratuito

Atenção para evitar a perda dos talentos da empresa, incluir a inovação como uma preocupação diária do negócio, pensar nas estratégias de conteúdo e antecipar-se ao aumento da competitividade. Essas foram algumas advertências feitas pelo empresário Maurício Benvenutti, na palestra de abertura da Feira do Empreendedor 2021, neste sábado (23). Maurício que é um dos criadores da Startse, plataforma voltada à qualificação profissional, fez uma apresentação focada nas “Tendências de negócios para 2022”. A partir do comportamento verificado em mercados que estão em um estágio da pandemia mais adiantado que o Brasil – como China e EUA – Maurício abordou algumas possibilidades bastante plausíveis que podem se reproduzir também no Brasil.

O primeiro alerta feito pelo palestrante diz respeito a um comportamento já registrado no mercado americano, que é o movimento das pessoas pedirem demissão voluntariamente de seus empregos. Segundo ele, pesquisas feitas nos Estados Unidos apontam que entre 25% e 40% dos trabalhadores devem pedir demissão ao longo dos próximos meses, em busca de um melhor ambiente de trabalho, de crescimento profissional e de espaços mais inovadores. “Diversos estudos mostram que em momentos de crise, as pessoas tendem a repensar suas carreiras. E hoje, as estratégias que eram válidas para reter os talentos na empresa, como melhoria salarial, não têm mais o mesmo peso”, comenta Maurício. “Nos Estados Unidos, em abril desse ano, 4 milhões de pessoas pediram demissão, um número recorde. De lá pra cá esse patamar tem se mantido. Nunca, nos últimos 20 anos, tantas pessoas tinha pedido demissão voluntariamente”, acrescenta. Maurício orienta que os empresários revejam sua política de estímulo e valorização da equipe, sob pena de perder pessoas valiosas para o negócio.

O segundo alerta de Maurício foi a respeito do novo perfil dos recursos humanos da empresa, a partir do ciclo econômico cada vez mais marcado pela digitalização. “Estudos confirmam a tendência de diminuição da demanda por tarefas que exigem habilidades manuais e o crescimento pela procura por profissionais com habilidades emocionais e tecnológicas”, comenta. O palestrante alerta que é imprescindível compreender como o digital pode potencializar o analógico. “É fundamental compreender minimamente como as ferramentas digitais podem potencializar a entrega ao cliente”, analisa. Ainda, segundo Maurício, no passado, os ciclos econômicos mudavam em intervalos de aproximadamente 60 anos. Não raro, uma pessoa vivia toda a sua carreira profissional sem a necessidade de rever suas habilidades. Hoje, esses ciclos são cada vez mais curtos. “Quem está entrando hoje no mercado de trabalho, vai viver quatro ou cinco ciclos precisando se reinventar permanentemente”.

 

Inovação no dia a dia

Incorporar a preocupação com a inovação como uma rotina do dia a dia da empresa é outro alerta feito por Maurício para preparar os empreendedores para o pós-pandemia. Segundo ele, as empresas que tendem a viver por décadas seguidas são aquelas que conseguem repensar a sua operação rotineiramente. “A empresa precisa saber revisitar sua carteira de produtos e soluções e – muitas vezes – matar algo que ela oferece hoje, pensando no melhor desempenho da empresa no amanhã”, analisa Maurício.

 

Gente é essencial

Maurício encerrou a sua palestra reiterando a importância dos recursos humanos das empresas. “O que faz o Vale do Silício, por exemplo, ser o pulmão de inovação no mundo, não é a tecnologia e sim as pessoas”, alertou. Segundo ele, todas as grandes empresas que alcançaram um patamar de maturidade e sucesso são aquelas onde as pessoas se permitiram caminhar rumo à transformação digital. “Qualquer transformação organizacional é – antes de tudo – uma transformação humana”, concluiu. “Se as pessoas não se permitirem mudar, a mudança não acontece”.

 

Confira cinco grandes tendências para 2022 apontadas por Maurício Benvenutti

1º Digitalização

Com a pandemia, o mercado consumidor definitivamente aderiu às estratégias digitais. Nesse contexto, é fundamental pensar como o seu negócio pode se valer de ferramentas digitais. Você já pensou, por exemplo, em fazer uma live shopping nas redes sociais da sua empresa?

2º Estratégia de Conteúdo

Mais importante que ter uma loja atraente, é importante pensar no conteúdo que você produz. Nesses tempos em que praticamente todo consumidor tem um celular e consome conteúdo de forma diária e intensa, todas as empresas deveriam também tornar-se empresas de mídia. É o conteúdo que vai construir o conceito da empresa e estabelecer as bases para uma relação de confiança duradoura da marca com seu público.

3º Maior competição

As barreiras de entrada no mundo digital são significativamente menores. Muitos negócios migraram para o digital e com isso a competição ficou muito mais acirrada. Esse novo contexto vai exigir entregas melhores, mais eficientes. Não há mais espaço para empresas medianas se manterem competitivas.

4º Marketing de Influência

Pessoas conectam pessoas. O consumidor tende a se conectar muito mais com pessoas do que com marcas. Nesse contexto, o empresário precisa pensar em como os funcionários da empresa e os seus clientes podem contribuir com a própria divulgação do negócio. Um estudo feito nos Estados Unidos mostrou, por exemplo, que os posts de funcionários têm 24 vezes mais divulgação que as postagens feitas no perfil da empresa e geram 10 vezes mais engajamento que os posts oficiais.

5ª Aumento da maturidade do consumo

Com a pandemia, cresceu a responsabilidade do consumidor no ato da compra. Essa foi a primeira grande crise vivida por milhões de pessoas que ingressaram no mercado de trabalho na última década. Isso fez com que o consumidor se tornasse mais seletivo na hora de gastar o seu dinheiro. Na China, por exemplo, o aporte no serviço bancário correspondente a uma espécie de caderneta de poupança, alcançou recordes, devido a esse momento em que o consumidor está mais prudente.

 

Arena Atendimento Sebrae

Um dos espaços mais visitados da Feira do Empreendedor, no primeiro dia de programação, foi a Arena Atendimento Sebrae. Os visitantes encontram ali a possibilidade de serem atendidos por especialistas por meio de chat, whatsapp, telefone e e-mail ou ainda contam com totens virtuais que oferecem informações sobre os principais programas do Sebrae e uma enorme variedade de conteúdos. Ao entrar na Arena, o público pode escolher uma trilha de conhecimento voltada às suas necessidades específicas, seja para quem já tem um negócio, para quem é microempreendedor individual (MEI) ou mesmo para quem pretende abrir uma empresa.

Os empreendedores vão encontrar conteúdos que trazem dicas desde como montar um plano de negócio ou aprender a precificar o produto e serviço, até sobre como impulsionar um anúncio no Google Ads ou aumentar a visibilidade da empresa no Facebook ou Instagram. Para quem pretende abrir um negócio, a Arena dispõe de orientações sobre como saber se a pessoa tem perfil empreendedor, como avaliar a viabilidade financeira do projeto, dicas de softwares de plano de negócio, entre outros serviços.

O visitante vai conhecer ainda, na Arena de Atendimento Sebrae, os diferentes programas do Sebrae que dão todo o suporte necessário para superar os principais desafios de quem empreende ou vai abrir a própria empresa: Sebrae Delas (voltado às mulheres empreendedoras), Empretec (o maior programa de formação de empreendedores do mundo), Brasil Mais (voltado à elevação do nível de competitividade e produtividade), Emissor gratuito de Nota Fiscal Eletrônica, APP Sebrae (que oferece informações de mercado, recomendação de serviços financeiros, acesso a soluções de capacitação) e uma relação de Cursos Online (muitos deles, inclusive, disponíveis nas plataformas Whatsapp e Telegram).

Platina
Diamante
Ouro
Expositor Especial
Sala de Conteúdos